quarta-feira, 31 de março de 2010

Câncer de Próstata

O que é Câncer?

Câncer é um grupo de doenças que ocorrem quando as células se tornam anormais dividindo-se e formando mais células, sem controle ou ordem. O câncer é resultado de uma série de alterações nos genes que controlam o crescimento e o comportamento celular. Alguns desses genes são hereditários e seus portadores podem ter predisposição ao câncer, enquanto outros tipos de câncer são considerados esporádicos.

Há alguns anos observamos o aumento dos casos de câncer de próstata,que é o segundo mais comum em homens, só sendo superado pelo câncer de pele.

A próstata, glândula de dimensões diminutas que se localiza na base da bexiga, pode ser responsável por dois processos distintos: um deles é o crescimento benigno, também chamado de hiperplasia que atinge uma grande percentagem dos homens após os 40 anos; o outro, é o câncer de próstata que vem associado ou não ao crescimento benigno e que aparece na sua maioria após os 50 anos.

O câncer de próstata tem duas características: a sua incidência aumenta com a idade, atingindo quase 50% dos indivíduos com 80 anos, e é encontrado em um número grande de homens, sem lhes causar nenhum mal. Se examinarmos a próstata de indivíduos com idade entre 60 e70 anos e que morreram sem doença prostática aparente, encontraremos focos cancerosos em 24% deles, mas apenas 11% com esta faixa de idade, apresentam em vida problemas com o câncer de próstata.

Homens com história familiar de câncer de próstata correm maior risco de desenvolver a doença. Os riscos aumentam de 2,2 vezes quando um parente de 1ºgrau (pai ou irmão) tem o problema, de 4,9 vezes quando 2 parentes de 1º grau têm o tumor e de 10,9 vezes, quando três parentes de 1º grau têm a doença. Nos casos hereditários, o câncer aparece mais cedo e por este motivo aconselha-se que sejam feitos exames preventivos a partir dos 40 anos e não dos 50 como se recomenda habitualmente.

Na fase inicial da doença, os sintomas não existem, com o passar do tempo começam a surgir dificuldade para urinar, diminui o jato urinário (fraco) e ocorre um aumento do número de micções, além de anúria, anemia, inapetência, queda progressiva do estado geral de dores ósseas, que ocorrem em casos avançados.

Para termos o diagnóstico é importante fazermos o toque digital, ultra-som e dosagens do antígeno prostático específico no sangue (PSA). O crescimento tumoral indica que a forma do câncer quando não tratado levam de 2 a 8 anos para se ramificar tornando a doença de difícil controle.

Um exame preventivo anual sempre indicará o tumor ainda dentro da próstata e com grandes chances de cura. Em homens sem antecedentes familiares, devem fazer esses exames a partir dos 50 anos.

O tratamento com maior índice de cura no caso de tumores localizados é o cirúrgico (prostatectomia radical). A hormonioterapia e radioterapia reduzem o câncer, mas ele geralmente volta em alguns anos.

Uma dieta pobre em gordura principalmente de origem animal e rica em frutas, legumes, verduras, grãos e cereais integrais parece estar associada a uma redução no risco para esse tipo de tumor.

por:Enfermeira Dra. Maria Amélia da Costa Rech
e-mail: enf.ameliarech@hotmail.com

Nenhum comentário: