terça-feira, 31 de janeiro de 2012

ALÉM DA NÉVOA! ( Por: HELENA DE PAULA)

Autora: Helena de Paula
E-mail: mhelenap66@hotmail.com

Era você vida minha? Era você o amor que eu deixei perdido nas brumas do tempo?

Sim era você sim. Não tenho mais dúvidas, pois teu rosto se delineia nas minhas lembranças com tamanha perfeição que não me deixa dúvidas... Era você sim. Éramos tão felizes, tão completos, lembras? Brincávamos, rolávamos na praia, banhávamos nas águas do mar, do regato, das cachoeiras e dançávamos na chuva. Quando o sol me aparecia eu o saldava, pois, assim tu me ensinaste. Era você sim, o meu grande amor. Vejo nos teus olhos o brilho das estrelas do luar...

As estrelas que contávamos a noite lembram? E assim de mãos dadas continuávamos nossa caminhada. No principio tudo era flores, descansávamos à sombra dos loureiros ouvíamos felizes os cantos dos pássaros, o som das águas, dos ventos e você tocava sua lira. Eu me sentia tão feliz que dançava para você! Era uma dança leve e sensual, era a dança do amor... Você me tomava nos braços e amávamos intensamente lembras?
E seguíamos pela estrada, e quando o caminho se tornava pedregoso e difícil, você me carregava nos braços. Você era forte, muito forte.

Um dia você chorou, lembra? Eu te disse que não seria mais só nos dois. Uma nova vida se formava dentro de mim, e você mesmo sendo forte chorou... Era a emoção que embargava sua voz...

Agora éramos três e tudo era lindo. Um dia senti que o cansaço havia chegado. E pela primeira vez eu te perguntei;

- Amor esta estrada e longa? E você apenas sorriu
e nada me respondeu. Mas eu sentia sim que a minha estrada estava chegando ao fim. E veio o inverno com ele o frio a névoa, e foi aí que te deixei, num passado muito distante.

Teu rosto agora eu vejo novamente. Eu o reconheci nas tuas melodias, nas tuas poesias! As lembranças que me vem não me deixa dúvida, pois teu rosto é o mesmo que deixei um dia, muito além na névoa do tempo...

14 comentários:

Claudio Caldas Faria disse...

Lido Helena... PArabéns mais uma v ez!!!

Blog do Pádua disse...

Além da Névoa é mais um Conto poético de Helena de Paula. Lindo!
´Parabéns Helena.

artes e literatura disse...

Fiquei apaixonada e emocionada pela narrativa!!!! Como é bom te ler! Beijos e toda a minha admiração, Aninha

Metamorfose Ambulante disse...

Oi querida Helena, minha amiga! tenho certeza absoluta que escreveu este poema para mim... me recordo de um amor assim...
Lindo demais, me vi ali!
beijos e parabéns pela inspiração!

A. J. Cardiais disse...

Helena, eu também queria viver um amor assim. No começo e no final, eu pensei que você estivesse falando de mim rsrsrsrs. Que pena... Beijos

Joaquim Gomes disse...

COM CERTEZA LEMBRA SIM!... TUDO ISSO ALEM DA NÉVOA; NINGUEM ESQUECE!... TUDO ISSO FICOU MUITO ALEM DA POESIA!... BELISSIMO!... PARABÉNS MENINA LINDA!... BEIJOS HELENA

Jorge Luiz Vargas disse...

Parabéns... Perfeito... Grande abraço meu.
Jorge Luiz Vargas
Brasília-DF

Antenor Rosalino disse...

Emociona sobremaneira o perfeccionismo da tua sensória narrativa, Helena. Adorei! Meu abraço com o carinho de sempre.

Natalia Nuno disse...

Linda toda esta lembrança dum rosto que nunca saíu da memória, uma bela história de amor e de vida.
Grata pelo convite de vir ler, pois me emocionei, me revi nessa escrita, pois o passado faz parte de nós e não há como esquecê-lo...nele sempre um amor vai ser lembrado.
Beijos para ti.

natalia nuno

helena de paula disse...

Agradeço a todos meus queridos leitores que me visitam e deixa um comentário...Que Deus nos ilumine e nos proteja.Um beijo carinhoso a todos!

Eu e Meus Livros disse...

Ler Helena é viajar em seus textos e viver plenamente o que ela consegue nos passar com seu belíssimo lirismo, onde de uma forma romântica nos encanta.
Parabéns minha amiga, por nos presentear com mais este belo texto.

Ineifran Varão disse...

Belíssimo, cara Helena, já falaram tanto e falta tanto ainda... vou resumir, ficou linnndo! Bjs

jorge disse...

lindo....obrigada HELENA

Cordel disse...

Parabéns, Helena:
Sucesso...
Beijos...